Apresentação

SEMINÁRIO NEGRAS E NEGROS NO CEARÁ: ESCRITAS, ATIVISMOS E SOCIEDADE

O Seminário Negras e Negros no Ceará: escritas, ativismos e sociedade tem como objetivo recuperar trajetos históricos, sociais, culturais e acadêmicos dos afro-cearenses, trazendo para o cerne do debate: formas de resistência contra as penalidades do racismo no passado e no presente, os caminhos postulados pelo movimento de organização contemporâneo, memórias, indicadores sociais e políticas públicas governamentais. Propõe ainda, como espaço de debate social e acadêmico, fazer balanços das produções científicas, em diferentes áreas do conhecimento, dedicadas ao tema e que marcaram e marcam a revisão historiográfica, sociológica ou educacional, dentre outras, e das memórias e histórias do protagonismo do movimento social negro cearense.

Por fim, trata-se de um evento para fortalecer os debates em torno da questão racial sobre e no Ceará, protagonizada a partir dos anos de 1980, tanto pela militância negra e/ou acadêmica (negra e não negra), particularmente das áreas de Antropologia, Educação, Estudos da Linguagem, Geografia e História, cujas pesquisas se propuseram a revisar o legado de uma prática de ciências humanas atrelada ao discurso de um Ceará sem negros.

Sobre o Autor da Obra que Concebe a Programação Visual do Evento.

Maurício dos Santos, ou Maurício Flandreiro como ficou conhecido, teve múltiplas identidades. Nasceu em 1951, era mestre no trabalho com flandres, ou ´latão´, e tornou-se um dos mais instigantes artesãos do Cariri. Durante a sua vida, sofreu por várias ocorrências de AVC (acidente vascular celebrar), que o fizeram ter momentos de delírio e perdas de memória. Incrivelmente resiliente, ele dificilmente deixou se abalar pelos problemas mentais que o tormentavam e criou uma obra vasta em que constavam navios, aviões, estandartes, trens, lamparinas, medalhas, coroas, instrumentos musicais, cataventos, etc. muitos dos quais tirados ´de sua própria cabeça´. Atuou durante décadas como ´Matéus´ nos principais reisados de Juazeiro do Norte, era romeiro assíduo do Padre Cícero, como também frequentador de terreiro de umbanda e participante das festas de ´São Lázaro´ (ou: ´festas dos cachorros). Apesar de ter sido contemplado como vencedor no prémio ´Loucos pela Diversidade´ e posteriormente no programa ´Mestres de cultura do estado´ nunca escapou da precariedade de extrema pobreza, até falecer - praticamente esquecido – como cotidianamente acontece com a população negra -, em 2018.  Várias de suas obras encontram-se no museu Afro-Brasileiro, e no pavilhão da Cultura Brasileira (atualmente ameaçado de ser fechado), em São Paulo, como também no acervo do Dragão do Mar. Um bonito retrato poético de Maurício pode ser visto no curta ´A invenção do Sertão´ Etnodoc, de Joe Pimentel e Armando Praça.

Instituições Parceiras:

Universidade Regional do Cariri/URCA

Universidade Federal do Ceará/UFC

Universidade Vale do Acaraú/UVA

Universidade Estadual do Ceará/UECE

Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira/Unilab-CE

 

Realizadores:

Grupo de Estudo e Pesquisa de História, Cultura e Ensino Afro-Brasileiro, Americano e Africano/GEPAFRO - URCA

Núcleo de História e Cultura Afro-Indígena e Africana/NIAFRO - URCA

Laboratório de Pesquisa em História Social/LABORE - URCA

Centro de Documentação do Cariri - CEDOCC/URCA

Núcleo de Pesquisa em Cultura Popular/Behetçoho – URCA

Programa de Pós Graduação em Letras - PPGL/URCA

Grupo de Pesquisa de África Contemporânea/ Unilab

Grupo de Estudos e Pesquisa em Políticas Públicas, História, Educação das Relações Raciais e de Gênero - Geppherg/FE- UnB/UFC

Grupo Trabalhadores livres e escravos no Ceará. Diferenças e identidades " História/UFC

Núcleo de Estudos e Pesquisas em Afrobrasilidade, Gênero e Família/NUAFRO-UECE

Núcleo de Estudos em História Social e Ambiente – NEHSA-URCA

 

#Acessar Site de suporte 

Solicitação de Alojamento

Programação

SEMINÁRIO NEGRAS E NEGROS NO CEARÁ: ESCRITAS, ATIVISMOS E SOCIEDADE

06/08/2019

07/08/2019

08/08/2019

Comitê técnico do Evento

SEMINÁRIO NEGRAS E NEGROS NO CEARÁ: ESCRITAS, ATIVISMOS E SOCIEDADE

    Comitê Científico

    Profª Dra. Ana Isabel Ribeiro P. C. Reis- URCA
    Ana Paula dos Santos- IFCE/NEABI/UFC
    Prof. Dr. André Álcman O. Damasceno – URCA
    Profª Dra. Ana Sara Ribeiro P. C. Irffi – UFC
    Franck Pierre Gilbert Ribard – UFC
    Profª Dra. Larissa Gabarra de Oliveira- UNILAB
    Prof. Dr. Leandro Santos Bulhões de Jesus – UFC
    Prof. Dr. Túlio Henrique Pereira- UFPI
    Profª Dra. Maria Telvira da Conceição – URCA
    Prof. Dr. Raimundo Nonato R. de Souza – UVA
    Profª Dra. Rebeca Alcântara Meijer – UNILAB
    Prof. Me. Vilarin Barbosa Barros – FECLESC
    Profª Dra. Zuleide Fernandes Queiroz- URCA

    Profª. Dra. Natacha Muriel López Galluci-UFCA

     

Submissões

SEMINÁRIO NEGRAS E NEGROS NO CEARÁ: ESCRITAS, ATIVISMOS E SOCIEDADE

Cronograma do Evento

SEMINÁRIO NEGRAS E NEGROS NO CEARÁ: ESCRITAS, ATIVISMOS E SOCIEDADE

    Inscrições gerais: 24 de abril a 31 de julho

    Submissão de trabalhos: 24 de abril a 15 de junho

     

     

Atividades do Evento

SEMINÁRIO NEGRAS E NEGROS NO CEARÁ: ESCRITAS, ATIVISMOS E SOCIEDADE



Fale conosco

SEMINÁRIO NEGRAS E NEGROS NO CEARÁ: ESCRITAS, ATIVISMOS E SOCIEDADE

Receba notícias Exclusivas




Daniel Alves de Alencar (Comissão de Comunicação do Evento)

(87) 9.9967-4519 ou alvezalencar2204@gmail.com